Wilson Martins fica na posição 274º em lista ao receber R$ 12 mil

Wilson Martins fica na posição 274º em lista ao receber R$ 12 mil

As informações são do Portal da Transparência do Piauí

O salário do governador Wilson Martins é menor do que o de outros 273 servidores públicos estaduais, como defensores públicos, auditores fiscais, procuradores, delegados de polícia, geólogos e veterinários. As informações são do Portal da Transparência do Piauí que, desde ontem, começou a divulgar os dados referentes ao vencimento dos servidores do Poder Executivo do Governo do Estado, com o objetivo de cumprir a Lei de Acesso à Informação Pública. O secretário de Administração do Estado, Paulo Ivan, explicou que nenhum servidor deve ganhar mais do que o governador e os casos em que isso ocorreu na folha de pagamento de junho incluem adicionais como férias e parcelas do 13º salário.

O defensor público categoria especial Francisco de Jesus Barbosa, por exemplo, recebeu R$ 31.670,01 líquidos e o secretário Warton Santos, de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, teve registrado R$ 23.382,91 de vencimentos, contra os R$ 12.035,70 recebidos pelo governador. Outros salários altos registrados foram do analista de sistema pleno, Antonio Carlos Meneses de Carvalho, com R$ 29.462,59, e do defensor público Alfredo Cadena Neto, com R$ 26.648,95.

Os secretários de Estado recebem aproximadamente R$ 8.100 enquanto o salário de comandante da Polícia Militar do Estado do Piauí chega ao valor de R$ 20.455,25. Em relação aos inativos, os valores variam de R$ 542,17, de um aposentado do antigo Banco do Estado do Piauí, para R$ 10.062,40 de um auditor fiscal da Secretaria de Fazenda. Já os assessores de imprensa têm salários que variam de R$ 5.999 a R$ 1.815, dependendo da pasta. Na lista de pensionistas, os valores oscilam entre os R$ 22.071,17 pagos a auditores da Fazenda e R$ 651,10 recebidos por um vigia.

?A divulgação serve para fortalecimento do controle social com a fiscalização seja da jornada de serviço, ou do cumprimento mensal de cada agente público, porque somos pagos com os recursos da arrecadação da população?, afirmou o controlador geral do Estado, Antônio Filho. Em julho foram contabilizados R$ 153.591.832,11 com folha de pagamento de servidores públicos estaduais que estão na ativa (64.311), inativos (26.479) e pensionistas (8.877).

Fonte: Savia Barreto