Wilson quer intensificar ligação da chapa majoritária com proporcional

O esforço da coligação governista vai na contramão da tendência verificada no interior do Estado

Enquanto a campanha tucana ao Governo estadual ainda não associou o nome do ex-prefeito Sílvio Mendes (PSDB) ao candidato à Presidência pelo partido, o ex-governador José Serra, a chapa encabeçada pelo governador Wilson Martins (PSB) pretende intensificar a ligação de Wilson com os candidatos a deputados federais e estaduais na chapa proporcional, além dos candidatos ao Senado, o ex-governador Wellington Dias (PT) e o deputado federal Antônio José Medeiros (PT).

De acordo com Wilson, a estratégia da coligação será a de associar o nome dos candidatos majoritários aos dos postulantes às vagas de deputados. ?Ter um grupo que vote em você, mas não vota na chapa majoritária esporadicamente, é aceitável; mas isso não pode ser rotina. A exceção é possível, mas a rotina não?, argumentou Martins, durante o jantar de adesão realizado na última segunda-feira pelos membros da coligação ?Para o Piauí seguir mudando?.

O esforço da coligação governista vai na contramão da tendência verificada no interior do Estado, onde coligações paralelas multipartidárias estão sendo formadas. O objetivo é bloquear a ?infidelidade? partidária, fortalecendo a formação de uma base de sustentação para um futuro governo com maioria nas Casas Legislativas.

Para Antônio José, a nova formação da base aliada está sendo percebida pela população como como ?consistente?. ?Tenho certeza que começa a ser percebido, aqui no Piauí, que não se trata de uma coligação passageira, ocasional, mas da formação de um bloco político mais consistente para garantir a continuidade desse projeto?, ressaltou Medeiros. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte