Governador Wilson Martins quer porto seco próximo ao rodoanel

Governador anunciou construção de Porto Seco próximo ao Rodoanel e a linha férrea no valor de R$ 8 milhões

O governador Wilson Martins quer a instalação de um porto seco em Teresina próximo ao rodoanel ? obra que vai interligar as BRs 316 e 343 ? e dos trilhos que levam aos portos de Pecém (Ceará) e Itaqui (Maranhão).

Para a construção e aquisição de equipamentos do Porto Corisco serão investidos cerca de R$ 8 milhões, oriundos dos cofres estaduais e de operações de crédito do Governo do Estado junto com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A obra vai diminuir em até 90 dias a chegada das mercadorias no Piauí, reduzindo os custos das transações, bem como reterá, no Estado, os dividendos oriundos das importações e exportações movimentadas pelo Piauí. Em outras palavras, isso significa mais impostos recolhidos pelo Estado.

Wilson Martins acredita que o porto seco será uma forma de transformar a capital piauiense em um entreposto comercial, priorizando a comercialização do ferro, do aço, das máquinas e motores agrícolas, entre outras mercadorias. Para o governador, a construção do porto seco de Teresina é uma prioridade. Ele anuncia que em seguida obras semelhantes serão feitas nas cidades de Picos e Floriano.

?Atualmente, a maioria dos produtos que chegam ao Piauí são oriundos do Porto de Pecém, no Ceará. Com a criação do nosso próprio porto, o volume de negociações no Estado será bem maior, repercutindo diretamente no aumento da receita local?, ressaltou o governador, ao comentar que o porto também será uma forma de escoar produtos característicos do Estado, tais como o mel, a cera de carnaúba e a soja, os quais são bastante requisitados pelos comerciantes estrangeiros.

Segundo Lucile Moura, superintendente de Projetos da Secretaria Estadual de Governo (Segov), equipes técnicas estão realizando uma vistoria nos terrenos que contemplem as perspectivas relacionadas à obra e até o fim da próxima semana o local para a construção do porto será definido. ?O projeto já está pronto, aguardando apenas a definição do local em que será executado. Assim que superarmos essa etapa, a Secretaria Estadual da Infraestrutura dará início ao processo de licitação da obra?, explicou.

Fonte: Ananias Ribeiro