Yeda Crusius desiste de viagem aos EUA para "evitar golpe" de vice e adversário político

Yeda anunciou a desistência após ser informada que sindicatos de servidores planejavam acionar a Justiça para dar posse a Feijó

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), desistiu ontem de viajar aos EUA, afirmando ter medo de um "golpe" de seu vice e adversário político, Paulo Feijó (DEM), para assumir o cargo. A viagem estava planejada para os dias 12 a 21 e previa reunião com o Banco Mundial sobre a liberação de parcela de US$ 450 milhões de empréstimo para o governo.

Yeda anunciou a desistência em São Paulo, onde embarcaria, após ser informada que sindicatos de servidores planejavam acionar a Justiça para dar posse a Feijó. Em entrevista à rádio Gaúcha, ela chamou de "golpe" a possibilidade e disse temer que o vice tome uma "atitude perigosa" como interino. Feijó negou estar por trás de ação para tomar posse por via judicial.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br