Popularidade do governo Lula vai a 76% e volta a nível recorde

Luiz Inácio Lula da Silva voltou a registar 76% de aprovação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a registar 76% de aprovação para o seu governo, um recorde desde que assumiu, em janeiro de 2003. O petista tinha obtido essa taxa em março deste ano, mas depois recuara para 73%, em abril. Os dados são de pesquisa nacional Datafolha realizada ontem e anteontem com 2.660 entrevistas.

A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais o para menos. O mais notável na popularidade presidencial é que a curva tem se mantido acima de 70% desde dezembro, quando o país soube que a economia já estava em franca recuperação após a crise financeira internacional.

Além dos 76% que avaliam o governo Lula como \"bom\" ou \"ótimo\", outros 19% o apontam como \"regular\". E 5% classificam a gestão lulista como \"ruim\" ou \"péssima\". Só 1% diz não saber responder. O recorde foi captado pelo Datafolha numa semana em que o petista esteve fora do país. Lula foi ao Oriente Médio e anunciou junto com a Turquia acordo com o Irã visando diminuir a tensão na região.

Embora contestada por vários países desenvolvidos, a negociação de Lula recebeu ampla cobertura da mídia brasileira, rendendo muita exposição ao presidente no noticiário.

Lula é o presidente mais bem avaliado desde o fim da ditadura. Fernando Collor (1990-1992) teve máxima de 36%. Fernando Henrique Cardoso (1995-2001) chegou a 47%. Lula obteve agora sua melhor nota, de zero a dez. Desta vez, a nota foi 8,0, nunca antes registrada --havia sido 7,9 em abril. No auge do escândalo do mensalão, em 2005, a média de Lula chegou a cair para 5,4.

Fonte: 10rm.eb.mil.br