Denúncia: Hospital de THE não aceita pacientes do MA

Denúncia: Hospital de THE não aceita pacientes do MA

A paciente é de Timon; familiares dizem que foram maltratados emTeresina

Luciana Laurindo de Sousa, 29, residente no bairro Cidade Nova, em Timon, sofreu do companheiro uma tentativa de homicídio há dois meses e agora vem lutando na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município para salvar a própria vida.

?Eu tenho uma filha com 11 anos. O homem que fez isso comigo está solto e ninguém fez nada até agora. Ele tentou realmente me matar?, disse ela.

A irmã de Luciana afirma que a família está com medo e teme que o quadro de saúde de Luciana se agrave. ?Ela fica o tempo todo botando sangue?, diz.

Luciana pode estar sendo mais uma vítima da falta de entendimento dos gestores de Saúde do Maranhão e do Piauí. Ela deveria estar internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Em razão da falta de entendimentos, a luta agora é para conduzi-la para um centro médico de Coroatá ou São Luís do Maranhão.

A cunhada de Luciana diz que foi maltratada em Teresina e teme que ela possa morrer por falta de atendimento. ?Ela esteve no HUT, foi operada e mandada embora. Ela passou mal. Nós fomos mal tratados por sermos de Timon, no Maranhão. Eles não estão atendendo a quem é do Maranhão. O lugar mais próximo para nós é Teresina, mas nós fomos rejeitados. O caso da Luciana é sério porque ela não para de sangrar.?

O diretor da UPA, de Timon, esteve no jornal Agora, da Rede Meio Norte, e garantiu que até às 17h desta sexta-feira, 07, ela será encaminhada para um hospital de referência, onde possa haver uma solução do caso dela.

Fonte: Denison Duarte