Prazo para vacinação de crianças contra a poliomielite termina nessa sexta, diz FMS

Prazo para vacinação de crianças contra a poliomielite termina nessa sexta, diz FMS

Dados da Fundação Municipal de Saúde mostram que até ontem, 93,55% do público-alvo já haviam sido imunizados.

A campanha de vacinação contra poliomielite termina nessa sexta-feira (13). Ela foi prorrogada para que Teresina consiga alcançar a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é de 95% de cobertura vacinal. Dados da Fundação Municipal de Saúde mostram que até ontem, 93,55% do público-alvo já haviam sido imunizados.

Para chegar à meta, a coordenadora de ações assistenciais da FMS, Amariles Borba, faz um apelo aos responsáveis pelas crianças menores de cinco anos de idade, para que as levem aos postos de vacinação. ?As crianças não têm como ir sozinhas. É importante que os pais ou responsáveis façam o esforço de levá-las. Na hora de se dirigir ao posto é importante que eles estejam com o cartão de vacinação em mãos, mas caso não estejam, não tem problema, nós fazemos outro no local?, disse.

No ano passado, Teresina conseguiu uma cobertura vacinal de 98,9%. Para tentar repetir o resultado este ano, a primeira etapa da campanha, que teve início dia 16 de junho e deveria ter encerrado dia 6 de julho, foi prorrogada para essa sexta-feira. A vacina estará disponível durante toda a campanha, em 87 postos espalhadas por Hospitais e Unidades Básicas de Saúde do município. A FMS reitera que os Centros e Unidades de Saúde distribuídos em praticamente todos os bairros da cidade funcionam em horário comercial e disponibilizam a vacina para as crianças inseridas na faixa etária determinada pelo Ministério da Saúde.

Não existe tratamento para a pólio. Somente a prevenção, por meio da vacina, garante a imunidade. Ela é segura e se destina a todas as crianças menores de cinco anos, mesmo as que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. No caso de crianças que sofrem de doenças graves, recomenda-se que os pais consultem profissionais nos postos e centros de saúde para avaliar se devem ou não receber a vacina. Crianças com febre acima de 38º, ou com alguma infecção, também devem ser avaliadas por um médico.

De acordo com o Ministério da Saúde, há muitos anos a doença não é registrada no Brasil, no entanto o seu vírus ainda circula em 25 países da África e do Sudeste asiático, com os últimos surtos registrados, até 2009, na Nigéria, no Congo, em Myanmar, no Niger, Camboja e na Indonésia. A poliomielite é considerada endêmica na Nigéria, Índia, no Paquistão e Afeganistão. Por conta dessa incidência em outros países, é importante que as crianças brasileiras sejam imunizadas, evitando assim que a pólio volte a ser registrada no país.

Fonte: Pollyanna Carvalho