Prefeito decreta 1 semana de 'feriadão' e gera polêmica

Parte da população da cidade se sentiu prejudicada.

Carlos Albertro Aparecido de Aguiar, prefeito de Monte Alegre do Sul, em São Paulo, causou polêmica após anunciar um 'feriadão' de uma semana. Enquanto que nos demais municípios ocorre apenas um dia de folga, do feriado de 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, na cidade paulista serão cinco dias úteis.

De acordo com a assistente jurídica da Prefeitura, Patrícia Cesário, a medida tomada pelo prefeito é devido à crise, visando, segundo ela, diminuir gastos. "Pra enxugar os gastos e pra fechar a folha de pagamento, poder fazer o pagamento dos funcionários. Enfim, a explicação é por conta da crise financeira", afirmou.

Com a  decisão, serviços como entrega de leite e fisioterapia, que são oferecidos pelos postos de saúde, serão interrompidos. Temendo passar por maiores problemas, moradores reclamam e alegam que o 'feriadão' é desnecessário.

 "[Vou] Fazer milagre. Agora não tem mais esse leite, né? Pelo menos para a semana que vem a gente sabe que não vai ter", disse uma dona de casa.

"É uma vergonha. Um descaso com a população. (...) Não tem motivo pra isso", disse o ajudante de motorista Cristiano Portilho, que recebe acompanhamento de fisioterapeuta. 

Decisão causou polêmica (Crédito: Reprodução)
Decisão causou polêmica (Crédito: Reprodução)




Fonte: Com informações do G1