Prefeitura de Batalha realiza mutirão de vacinação contra o HPV nas escolas

A secretária municipal de Saúde, Tânia Penafiel, explica que antes da vacina chegar às unidades escolares foi realizado um trabalho de sensibilização sobre a importância da imunização para as adolesce

Com o objetivo de ampliar o acesso à vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), a Prefeitura de Batalha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, irá realizar, de 31 de março a 2 de abril, um mutirão de vacinação nas escolas do município.

A intenção é que sejam vacinadas cerca de 800 meninas, com idade entre 9 e 11 anos. Para poder receber a primeira dose, as estudantes devem ter autorização dos pais ou responsáveis, e apresentarem a Caderneta de Saúde da Adolescente, distribuídos pelos Agentes de Saúde.

A secretária municipal de Saúde, Tânia Penafiel, explica que antes da vacina chegar às unidades escolares foi realizado um trabalho de sensibilização sobre a importância da imunização para as adolescentes.“Enviamos informes para as escolas sobre a necessidade das adolescentes receberem a vacina. Também entregamos aos pais e responsáveis um termo de responsabilidade, caso não permitam a imunização de suas filhas”, ressalta.

A vacina é disponibilizada gratuitamente nas unidades básicas de saúde e não tem contraindicação. “É importante que as nossas meninas sejam imunizadas já neste mutirão, mas a vacina ficará disponível o ano inteiro nas unidades de saúde, onde elas poderão receber a segunda dose, depois seis meses, e a terceira, após cinco anos”, completa Teresinha Lages, prefeita de Batalha.

O HPV é um vírus contagioso que pode ser transmitido com uma única exposição, por meio de contato direto com a pele ou mucosa infectada. Sua principal forma de transmissão pode ocorrer via relação sexual, mas também há contagio entre mãe e bebê durante a gravidez ou o parto.

Fonte: Assessoria