Prefeitura de SP quer pagar população para utilizar bicicleta

Apesar de ambiciosa, a medida não deverá representar gastos extras

A Prefeitura de São Paulo deverá pagar um auxílio a quem for trabalhar de bike. A medida, proposta pelo vereador José Police Neto, havia sido aprovada em primeira votação na Câmara Municipal. Caso seja aprovado definitivamente, o projeto pode entrar em vigor já no próximo ano, permitindo que um maior número de pessoas adote a bike como meio de transporte diário.

Embora não haja uma previsão oficial de valores Espera-se que sejam oferecidos entre R$ 4 e R$ 8 por dia aos usuários, segundo disse Police Neto ao PEGN. O novo sistema deverá utilizar o “bilhete mobilidade”, que estará conectado a um aplicativo capaz de monitorar o horário e a distância percorrida e realizar uma equivalência destes dados para um valor em créditos.

A previsão é de que os ciclistas possam acumular créditos no “bilhete mobilidade” e solicitar o depósito dos valores em conta bancária a cada quatro meses ou duas vezes ao ano, de maneira semelhante ao que é feito através da Nota Fiscal Paulista. Outra possibilidade é de que os créditos acumulados sejam usados para troca por produtos, serviços ou no pagamento de outros meios de transporte, como ônibus, táxi ou Uber.

Apesar de ambiciosa, a medida não deverá representar gastos extras aos cofres públicos, pois a verba destinada ao projeto deverá sair do valor dos subsídios que hoje são destinados às empresas de ônibus. A medida pode incentivar outras capitais brasileiras a investir mais em transportes sustentáveis e permitir que mais trabalhadores adotem a magrela nos deslocamentos do dia-a-dia.

Image title

Fonte: Com informações do Hypeness