Prefeitura inicia maior obra de recapeamento na Avenida Miguel Rosa

A Miguel Rosa é uma das maiores avenidas da capital, com 7,47 quilômetros de extensão e 18 metros de largura.

O trabalho de recuperação das principais ruas e avenidas de Teresina, executado por meio do Programa Asfalto Novo, chega à Avenida Miguel Rosa, com a maior obra de recapeamento realizada em Teresina. As frentes de serviço estão trabalhando no período da noite para evitar transtornos em um dos locais mais movimentados da cidade.


“Além de estar sendo realizada durante a noite, a Prefeitura de Teresina teve a preocupação de iniciar a obra nesse período de recesso escolar para evitar maiores transtornos ao tráfego na área”, explica Daniel Pereira, coordenador de Asfalto da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação.



A Miguel Rosa é uma das maiores avenidas da capital, com 7,47 quilômetros de extensão e 18 metros de largura. Estende-se no trecho compreendido entre as avenidas Maranhão e Getúlio Vargas (balão da Tabuleta). A massa asfáltica será aplicada em toda a via, num total de 137 mil metros quadrados.  Serão investidos R$ 4,1 milhões, com recursos oriundos de empréstimo por meio do PAC Mobilidade, em parceria com o Governo Federal. O prazo de conclusão dessa obra é de 60 dias.

 

Ainda como parte da obra de recapeamento da avenida, a SEMDUH, em parceria com a Strans, vai implantar faixas de trânsito reservadas ao tráfego exclusivo de ônibus em tempo integral, no trecho que medirá 6,8 quilômetros. Somando as faixas já implantadas na Avenida Frei Serafim e nas ruas Des. Pires de Castro e Coelho de Rezende, Teresina passará a ter 17,4 quilômetros de faixas exclusivas.


Investidos R$ 40 milhões em asfalto só neste ano


De janeiro deste ano até agora, já foram investidos cerca de R$ 35 milhões nas obras de recapeamento e asfaltamento das vias públicas de Teresina, resultando em cerca de 700 mil metros quadrados de massa asfáltica aplicada.


As obras de conservação (operação tapa-buraco) custaram, até agora, outros R$ 5 milhões, investidos em cerca de 100 mil metros quadrados.

Fonte: Ascom