Prefeitura notifica a Agespisa por conta da falta de água na z.Sul

Arsete aguarda os esclarecimentos e justificativas da empresa

A Prefeitura de Teresina notificou a Agespisa por conta da falta de abastecimento de água na zona Sul da capital. Na região, o abastecimento está irregular há alguns dias. Por conta disso, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Municipais (Arsete) já notificou a empresa, pedindo informações e prazos para que o problema seja solucionado.

Segundo o presidente da Arsete, Paulo de Tarso Vilarinho, a empresa tinha que ter comunicado à Prefeitura o problema que ocasionou o desabastecimento e ainda ter adotado medidas que viessem a sanar o prejuízo causado aos moradores. “Ao tomarmos conhecimento do problema, notificamos a Agespisa, ainda na terça-feira (15) e pedimos informações sobre o que teria levado a falta de água na região Sul e quais providências estariam sendo sanadas”, diz ele.

Após ter sido notificada, o gerente do contrato-programa por parte da Agespisa, Sampaio Romero, entrou em contato com a Arsete informando que as providências estavam sendo sanadas e que o problema seria resolvido ainda nesta quinta-feira. “Informalmente, foi alegado que o nível da água nos rios está baixo e tem dificultado o bombeamento da água, mas a Agespisa nos informou que já havia sido solicitada a vinda de uma bomba da cidade de Floriano, para dar vazão ao problema”, explicou.

Agora, a Arsete aguarda os esclarecimentos e justificativas por parte da Agespisa e, dependendo dela, poderá aplicar sanções cabíveis. “A empresa está sujeita a multa, por descumprimento de metas. A multa é proporcional ao tempo que a cidade ficou sem abastecimento e ao faturamento da empresa na região. Começo do ano, multamos a Agespisa em R$ 630 mil pelo descumprimento do contrato-programa firmando entre a Prefeitura e  a empresa”, finalizou Paulo de Tarso.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina