Prefeituras podem implantar Regime Próprio Previdenciário

Prefeituras podem implantar Regime Próprio Previdenciário

Mais de 80 municípios do Piauí se mostraram interessados em executar a implantação de Regimes Próprios da Previdência em sua região. Durante o I Encontro Pedagógico sobre Regimes Próprios de Previdência do Piauí (RPPS), vários prefeitos e técnicos participaram e receberam conhecimentos relacionados à criação e o funcionamento de um Instituto de Previdência.

Com várias palestras ministradas por coordenadores e diretores do Ministério da Previdência Social, o evento, realizado nos dias 23 e 24, foi o momento oportuno para os municípios aprenderem, difundirem e implantarem suas previdências. Além disso, os participantes participaram de painéis interativos com técnicos do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco e Piauí.

Para o presidente do IPMT, Alberto Monteiro Júnior, a palestra ministrada pelo secretário de Política de Previdência do órgão, Leonardo Rolim, que abordou o tema ?Os desafios do cenário previdenciário na atual conjuntura? e ainda a participação da coordenadora geral de estudos técnicos, estatísticas e informações, Nancy Abadia, falou sobre a ?Gestão Previdenciária, organização dos RPPS ao alcance de todos?, foram os marcos do evento.

?Por meio desse encontro estamos levando aos gestores públicos todas as influências em Previdência Social. Os instrumentos e as ferramentas que dispõe o Ministério estão sendo colocados em discussão no intuito de otimizar o atendimento previdenciário. Teresina e mais 34 cidades já possuem seu regime próprio e agora queremos estender essas ferramentas e esses conhecimentos para que mais municípios passem a aderir aos Regimes Próprios de Previdência Social?, coloca Alberto Amorim.

Presente nos dois dias do evento, Aarão Cruz Mendes, gestor do município de Beneditinos, acredita que ao fim do encontro é possível fazer uma análise e perceber a importância de se implantar um Regime Próprio de Previdência Social.

Fonte: Aline Damasceno