Prêmio Celso Furtado 2014 promove iniciativas de desenvolvimento no País

Dividido em três categorias, o prêmio contemplará trabalhos acadêmicos em níveis de doutorado e mestrado, projetos inovadores e inéditos

Incentivar a reflexão acerca do desenvolvimento regional no Brasil. Esse é principal objetivo do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional.

Na avaliação do geólogo Antonio Paulo Cargnin, que venceu a categoria I da edição 2012, o prêmio tem um significado importante para os setores que se dedicam ao tema do planejamento territorial e do desenvolvimento regional. ?O Celso Furtado se constitui em uma oportunidade de trazer a pauta do desenvolvimento regional para um lugar de maior destaque, já que ainda é marginal dentro das políticas públicas?, afirma.

Para construir sua tese sobre as ?Políticas de Desenvolvimento Regional no Rio Grande do Sul: vestígios, marcas e repercussões territoriais?, Cargnin estudou e analisou cinco políticas para o desenvolvimento da metade Sul do Rio Grande do Sul, a partir da década de 90.

Segundo ele, ganhar o prêmio significou o reconhecimento de seu trabalho. ?É uma oportunidade poder divulgar o meu estudo para um público mais amplo, uma comunidade academia, chegando a atingir todo o País?, conta Cargnin. ?Oportunidades como esta do prêmio são, sem dúvida, muito bem-vindas para que pesquisadores se sintam cada vez mais estimulados a trabalhar e contribuir para o processo de desenvolvimento regional do Brasil?, completa.

A secretária de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional (SDR/MI), Adriana Alves, revela que projetos contemplados nas edições anteriores servem como base para algumas ações traçadas na secretaria. ?Nós aproveitamos as ideias para implementar novas ações que contribuam de forma positiva para a sociedade. Este não é apenas um prêmio, mas uma ferramenta de apoio ao trabalho realizado pelo Ministério da Integração no País?, garante.

Prêmio Celso Furtado 2014 - Com o objetivo de promover uma maior reflexão entre poder público e sociedade civil sobre o tema desenvolvimento regional, o Ministério da Integração Nacional, lançou, em 2009, o Prêmio Celso Furtado.

Dividido em três categorias, o prêmio contemplará trabalhos acadêmicos em níveis de doutorado e mestrado, projetos inovadores e inéditos, que visem à promoção da equidade no acesso a oportunidades de desenvolvimento.

As inscrições podem ser feitas no site www.integracao.gov.br/premio, até o dia 30 de junho. Os vencedores receberão mais de R$ 260 mil em prêmios, que vão de R$ 13 mil a R$ 50 mil por categoria. Outras informações também podem ser obtidas pelo e-mail [email protected]

Fonte: Assessoria