Edvaldo Moura diz que falta juiz e pede 30 vagas

Edvaldo Moura diz que falta juiz e pede 30 vagas

Presidente do TJ-PI lembrou que há magistrados que julgam 386% dos processos ajuizados em suas comarcas.

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelo Judiciário piauiense são os poucos recursos financeiros. A afirmação é do presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), desembargador Edvaldo Moura, que destacou ainda a ausência de juízes em comarcas no interior do Estado. ?Temos dificuldades de recursos orçamentários, e Curimatá, Parnaguá, Avelino Lopes, por exemplo, estão sem juízes. Precisamos de 30 novas vagas de juízes e já comunicamos ao governador Wilson Martins na semana passada. Muitos juízes estão, inclusive, respondendo por duas comarcas?, argumentou.

Sobre a inspeção realizada por uma equipe do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Tribunal de Justiça do Piauí, foi constatado, segundo Moura, que o órgão tem ?feito o dever de casa?. Ele admitiu, no entanto, que foram encontradas alguns problemas na vistoria comandada pelo assessor especial da Corregedoria Nacional de Justiça, Vladimir Passos Freitas e pelos juízes auxiliares do órgão José Antônio Santos Neto, Júlio César de Melo e Agamenilde Dantas.

?Eles encontraram alguns problemas, como a alta taxa de congestionamento de processos nos juizados especiais?, afirmou.

Fonte: Jornal Meio Norte