Preso no porta-malas, casal sai de sequestro depois de carro virar

Preso no porta-malas, casal sai de sequestro depois de carro virar

Sequestrador perdeu o controle do carro e capotou em rodovia.

Na madrugada desta sexta-feira (7), um casal que havia sido sequestrado em Cruzeiro, no Vale do Paraíba, no interior de São Paulo, foi resgatado por policiais do Batalhão da Polícia Rodoviária, no Rio. Celso Ernesto dos Santos, de 53 anos, e Dalva Ribeiro Leite dos Santos, de 52, sofreram um acidente na Via Dutra, na Serra das Araras, em Piraí. Eles estavam no porta-malas do carro conduzido pelos sequestradores.

De acordo com a PM, uma equipe da Polícia Militar fazia uma operação em Rio Claro, na RJ-155, que liga a Dutra à Rio-Santos, quando foi abordada por um homem, que estava com as mãos amarradas e havia sofrido um acidente, por volta das 3h. Ele e a mulher haviam sido trancados no porta-mala do carro, dirigido por um criminoso que perdeu a direção e capotou.

A PM conseguiu localizar um dos sequestradores, conforme informou o major Oderlei Santos, do Batalhão da Polícia Rodoviária. Gabriel Gustavo Pereira, de 19 anos, também morador de Cruzeiro, foi encontrado ensanguentado no km 225 da Dutra. A Polícia Militar conduziu o casal e o acusado para a 94º Delegacia, em Piraí.

Segundo o Major, o casal informou que o filho, Emerson dos Santos, de 25 anos, ainda era mantido refém em Cruzeiro. A polícia de São Paulo foi acionada e o filho foi encontrado em cativeiro, amarrado e amordaçado. O sequestrador que mantinha o jovem no local conseguiu fugir.

Segundo informações da polícia, o sequestro teria sido motivado por uma quantia que Celso teria recebido da aposentadoria. Um vizinho teria escutado a informação e arquitetado o sequestro. Ainda segundo a PM, os criminosos seguiam para o Rio de Janeiro para efetuar saques e possivelmente executar os reféns.

Os outros dois envolvidos no sequestro foram encontrados com ferimentos, na manhã desta sexta-feira (7), na Ponte Coberta, em Paracambi. Eles foram levados para um hospital da região. Segundo o capitão Panhã, da 3º Cia do Batalhão da Polícia Rodoviária, eles serão levados para a delegacia de Piraí, onde serão autuados.

Fonte: G1