Presos fazem prova do Enem no Presídio de Andradas

O Enem prisional é diferente da prova aplicada em novembro para os alunos de todo o país

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está sendo aplicado nas unidades prisionais de todo o estado de Minas Gerais nesta terça-feira (4) e quarta-feira (5). Só no Sul de Minas, cerca e 767 presos se inscreveram para a avaliação.

O Enem prisional é diferente da prova aplicada em novembro para os alunos de todo o país, mas mantém o mesmo nível de dificuldade e é uma oportunidade para os detentos se candidatarem a vagas em instituições de ensino superior. No Presídio de Andradas (MG), funciona uma escola que tem 68 alunos. A maioria, presos que um dia abandonaram os estudos e agora estão recuperando o tempo perdido e a autoestima. A cada 12 horas de estudo o preso tem redução de um dia da pena.

Antes de ser preso, Leandro chegou a começar a faculdade de engenharia mecânica e hoje sonha em se formar. ?Temos nossas falhas como todos os seres humanos, mas também temos direitos e vamos dar retorno?, afirma.

O Presídio de Andradas tem um projeto para instalação de uma sala multimídia para que os presos que forem aprovados no Enem possam fazer cursos de ensino superior à distância. O exame também serve como certificado de conclusão do ensino médio, dependendo da nota.

As provas de ciências humanas e ciências da natureza foram aplicadas na tarde desta terça-feira (4). Os exames de linguagens de códigos, matemática e redação acontecem nesta quarta-feira.



Fonte: G1