PRF e MPT resgatam 20 pessoas em condições de trabalho escravo

PRF e MPT têm atuado constantemente por todo o Brasil

Durante toda a quinta-feira (30, Polícia Rodoviária Federal e Ministério Público do Trabalho empreenderam ações com vistas a combater irregularidades em uma propriedade privada localizada no município de Anísio de Abreu/PI, localizado no Sul do Estado do Piauí.

Chegando a uma fazenda denominada “Bate bate”, PRF e MPT encontraram 20 (vinte) trabalhadores em condições análogas às de escravo.  Na ocasião, ficou constatado que eles estavam sem receber salários, não possuíam equipamentos de proteção individual (EPI´s), bem como o local não possuía alojamento adequado, alimentação ou mesmo água com o mínimo de qualidade e higiene. Os homens encontrados não tinham transporte para se deslocar na região e nenhum registro na Carteira de Trabalho referente àquela atividade. Sem nenhuma estrutura à sua disposição, dormiam na mata (“ao relento”, como eles informaram).

O Membro do Ministério Público do Trabalho determinou a suspensão das atividades ali desenvolvidas imediatamente e notificou o proprietário do imóvel a comparecer à Justiça do Trabalho em São Raimundo Nonato/PI, para continuidade dos procedimentos previstos na legislação pertinente, como regularização da situação dos trabalhadores ali encontrados, com o pagamento de todas as verbas devidas, inclusive eventuais indenizações e aplicação das penalidades correspondentes.

PRF e MPT têm atuado constantemente por todo o Brasil para combater quaisquer práticas abusivas contra trabalhadores, exigindo o fiel cumprimento da legislação trabalhista como forma de garantir o respeito à dignidade humana.


Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações da PRF