Trecho do Elevado da Perimetral é implodido  no Rio de Janeiro

Trecho do Elevado da Perimetral é implodido no Rio de Janeiro

Trecho entre Prof. Pereira Reis e Silvino Montenegro caiu em 5 segundos. Trabalhador que construiu uma das vigas fez questão de ver a implosão.

Em cinco segundos, cerca de um quarto do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária do Rio, foi implodido e veio abaixo na manhã deste domingo (24). Ao todo, 1.200 kg de dinamite implodiram pilastras que sustentavam o trecho de pouco mais de um quilômetro do elevado, da Avenida Professor Pereira Reis até a Rua Silvino Montenegro.

A demolição faz parte do projeto de revitalização da degradada Zona Portuária. Até 2015, um túnel vai substituir a Perimetral. A Rodrigues Alves será uma via expressa, sem sinais ou pontos de ônibus.

Veja ao lado a demolição do Elevado da Perimetral em câmera lenta.

Várias pessoas chegaram ao local ainda no fim da madrugada para ver a implosão, inclusive um dos trabalhadores que participou da construção do elevado. "Eu tive o privilégio de trabalhar na construção de um desses pilares", disse o mineiro José Eugênio do Carmo, de 49 anos.

Veja ao lado a demolição do Elevado da Perimetral em diversos ângulos.


Primeiro trecho do Elevado da Perimetral é implodido no Rio

Carmo disse ter saído de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nesta madrugada, apenas para ir ao Bairro da Saúde acompanhar a implosão do Elevado que ajudou a construir. "Eu sinto uma satisfação muito grande por ter contribuído com essa obra e acho que a modificação vai ser boa para a cidade."

Nesta manhã, cerca de 130 pessoas deixaram suas casas pelo menos uma hora antes da implosão. Elas vivem a menos de 150 metros da Perimetral. O primeiro aviso sonoro foi dado às 6h30 para indicar o fechamento total das ruas. Às 6h50, uma nova sirene avisou sobre a última checagem da área.

Os explosivos, posicionados dentro das pilastras de concreto, foram acionados em cadeia, pontualmente às 7h. Quase 12 mil pneus com areia foram usados para amortecer o impacto da queda.

A recomendação da Prefeitura é para que o carioca evite a Zona Portuária durante a manhã deste domingo.

Até janeiro, outro trecho da Perimetral deve ser implodido. Os escombros serão usados em obras de pavimentação de ruas da região.

"O Rio renasce"

O prefeito Eduardo Paes, que acompanhou os trabalhos, disse que a implosão é símbolo de renascimento do Rio. ?A cidade, a gente sabe, passou muito tempo sem capacidade de olhar para frente. Acho que aqui o Rio renasce. O Centro da cidade é o local mais importante. Essa região aí é uma região fantástica e completamente abandonada, bem no meio do Rio de Janeiro. Aqui começou muita coisa. O samba começou aqui, aqui tem muita história. Muito legal a gente poder ver a cidade renascendo e acho que isso é um símbolo muito forte desse renascimento. Acho que o sol agora vai surgir na Rodrigues Alves e nunca sai da Rodrigues Alves?, afirmou o prefeito.

Transporte público

"Estamos vendo a história do Rio mudar ao vivo", disse o secretário Carlos Roberto Osório logo após a a implosão. De acordo com ele, a segunda-feira (25) vai começar com as mesmas interdições que foram feitas há 10 dias. "A gente pede para a população usar os transportes públicos e as caronas. Os impactos são inevitáveis", afirmou.

Fonte: G1