Processos contra erros médicos crescem no Piauí

Processos contra erros médicos crescem no Piauí

80% dos processos contra médicos são julgados improcedentes

No Piauí, o número de denúncias por erros médicos aumentaram. A cada seis médicos existe uma ação tramitando na Justiça. O advogado, Charles Max e o Presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM), Fernando Correia Lima listaram o aumento de denúncias à má infra-estrutura nos hospitais, a fala de logística e principalmente a má formação profissional de médicos.

?Com as mudanças sociais e a conscientização feita pela mídia, a população passou a conhecer seus direitos e a denunciar casos de erros médicos?, afirmou Charles Max. As principais denúncias de erros médicos são em cirurgias oftalmológicas, ortopedista e cirurgias plásticas. Assim que recebem as denúncias o CRM abre uma sindicância para apurar os fatos. Há denúncias que essas sindicâncias não resultam em nada.

Segundo o Dr. Fernando Correia, as pessoas tem essa impressão porque a sociedade não tem acesso à penalização para os profissionais médicos, só aquelas mais graves. ?O processo de denúncia que chega ao conselho, nós fazemos uma sindicância que é levada para uma votação e por conseqüência a punição devida. A população não conhece nem ¼ das penalizações que podem ser escrita ou verbal?, disse o presidente do CRM.

Segundo os especialistas, o atendimento de massa, a má remuneração aos profissionais de saúde e a baixa qualidade de ensino em faculdades de Medicina são outros fatores determinantes para o crescimento nos índices de processos contra erros médicos. Vale ressaltar que 80% dos processos contra médicos são julgados improcedentes.

Fonte: Waldelúcio Barbosa