Professor suspeito de abusar de 18 alunas já havia sido preso em 2012

Ele pediu exoneração do cargo depois que a mulher foi até a coordenação do colégio

O professor que foi preso no último sábado por suspeita de abusar sexualmente de pelo menos 18 alunas em Goianira (GO) já havia sido detido pelo mesmo tipo de crime em 2012, em Aparecida de Goiânia (GO). Ivo Barros Junior, 44 anos, trabalhava em uma escola do município quando uma menina denunciou o homem à mãe. Ele pediu exoneração do cargo depois que a mulher foi até a coordenação do colégio.

Além de trabalhar como professor, Ivo Junior também era guarda municipal - a corregedoria da corporação abriu um processo administrativo para investigar o caso e decidir se ele será exonerado da função. Em Goianira, o professor tinha uma turma com 35 alunos. Pelo menos 18 meninas de 8 a 9 anos relataram à psicóloga da Secretaria de Educação (Seduc) histórias semelhantes. "Ele tocava as meninas, tocava perna, algumas relataram até de tocar a parte dos seios. Ele dava beijos na orelha, no cantinho da boca. E teve casos de pôr no colo para brincar no computador", disse a psicóloga Eliany Matos Guimarães. "Ele pegou, formou um ambiente, conquistou a confiança delas e foi aumentando as atitudes erradas", afirmou. O professor já foi exonerado do cargo na prefeitura de Goianira.

Fonte: Terra