Força de vontade: Professora gaúcha elimina 20 kg para "arrasar" na festa de formatura

Força de vontade: Professora gaúcha elimina 20 kg para "arrasar" na festa de formatura

Estefani Rocha, de 27 anos, baixou de 88 kg para 68 kg em cinco meses

Emagrecer 20 kg em dez meses não é tarefa fácil, muito menos antes do prazo estabelecido. Mas a professora de português gaúcha Estefani Rocha, de 27 anos, alcançou essa meta na metade do tempo, na expectativa para sua festa de formatura no curso de Letras, em agosto.

?Ainda pretendo eliminar mais 5 kg e tonificar os músculos, mas estou muito feliz com o resultado. Em março, já apareci linda nas fotos de prova da toga?, diz a moradora de Cachoeirinha, na Grande Porto Alegre.

O vestido do grande dia só deve ser comprado em julho, segundo a jovem. Ela ainda não definiu o modelo, mas quer algo que não deixe o corpo muito à mostra, até porque vai ser em pleno inverno. Estefani pensa em talvez comprar uma saia de cintura alta, até o joelho, na cor roxa ou lilás, o tom do curso de Letras. E ela garante que vai usar a peça em mais de uma ocasião, pois não quer perder peso só para uma noite.

Com o objetivo de diminuir de 88 kg para 68 kg em 1,65 m de altura, a professora do ensino fundamental fez uma reeducação alimentar e se matriculou na academia, aonde vai quatro vezes por semana, durante 1h30.

?Faço 50 minutos de atividade aeróbica (esteira, bicicleta e simulador de caminhada) e 40 minutos de musculação, alternando braços, pernas, abdômen e glúteos?, conta. Na adolescência, Estefani chegou a praticar natação e futebol, mas depois, com a faculdade, voltou ao sedentarismo.

A jovem teve uma infância gordinha, mas dos 14 aos 21 anos se manteve no peso que tem hoje. O que a levou a engordar 20 kg em pouco tempo foi uma dieta desregrada, com muitos doces, carboidratos e salgados à noite, no horário das aulas.

?Diminuí as gorduras, frituras, molhos e doces, mas ainda como de tudo um pouco. Adicionei ao prato frutas e verduras, reduzi o sal e os carboidratos, comecei a tomar sucos naturais e criei o hábito de consumir iogurte, linhaça e aveia?, enumera a gaúcha, que, apesar de já ter lido muito sobre alimentação em revistas, contou com as dicas de uma amiga nutricionista.

As refeições em casa também se tornaram menos espaçadas, de 3h em 3h, e Estefani ganhou o incentivo da mãe e do marido, que há dois meses entrou na academia com ela para lhe dar um estímulo a mais.

As mudanças já apareceram: a calça 50 perdeu oito números e a blusa GG virou M. A gaúcha revela que, quando bate uma vontade incontrolável de devorar um doce, come uma tâmara ou outra fruta seca, ou ainda uma barrinha de cereal.

A perda de peso foi importante, inclusive, para Estefani começar esta semana a dar aulas para cinco turmas de alunos das sétima e oitava séries. Com um estilo de vida todo diferente, ela se diz mais sociável, segura e autoconfiante.

?Perdi o medo das coisas novas, estou mais otimista e determinada. Descobri que só eu posso transformar a minha vida e que tudo o que acontecer comigo será resultado das minhas escolhas. Optei por cuidar de mim e me sinto muito mais feliz assim?, afirma.

Fonte: G1