Professora obrigou aluno a engolir bolas de papel, diz diretora

Casos de agressão são investigados pela Polícia Civil de Nepomuceno

Uma professora de uma escola estadual de Nepomuceno (MG) é acusada de agredir alunos na cidade. A denúncia foi feita pela própria diretora do colégio. Vários estudantes, assustados com o caso, não têm frequentado as aulas. A professora prestou depoimento nesta sexta-feira (22) na delegacia, acompanhada de um advogado. Segundo o advogado, ela negou todas as acusações.

No boletim de ocorrência registrado pela diretora da escola na última sexta-feira (15), Edilene Vilas Boas, ela diz que "a professora, após perder o controle, passou a agredir fisicamente os alunos". Um dos estudantes teria sido "obrigado a engolir algumas bolas de papel", sem sucesso. No boletim ainda consta que uma outra estudante teria sido "atingida na cabeça pela porta da classe, e empurrada pela educadora, veio a sentir mal, sendo necessária a remoção para o pronto-socorro do município". O hospital confirmou que a aluna da escola foi atendida com um hematoma na cabeça.

A diretora da escola não falou sobre o assunto, mas informou que foi aberta uma sindicância interna para apurar a história. Todos os pais dos alunos envolvidos já foram ouvidos. O colégio agora trabalha para convencer os estudantes a voltarem para a sala de aula.

A diretora da escola foi exonerada nesta semana junto com outras diretoras da cidade por suspeita de irregularidades nas caixas escolares do município. A Superintendência Estadual de Ensino disse que a professora suspeita das agressões foi afastada pela Secretaria de Educação do Estado, que também acionou o Ministério Público.

Fonte: G1