Docentes da UESPI avaliam proposta de reajuste salarial nesta quarta-feira

A reunião acontecerá amanhã em assembleia onde será discutida se a categoria vai aceitar a proposta do governo de aumento de 50% escalonado em 3 anos

Os docentes da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) devem realizar nesta quarta-feira assembleia da categoria para avaliar a proposta do Governo quanto ao aumento salarial da categoria. Os professores aprovaram, em assembleia, contraproposta que foi avaliada pelo secretário de Planejamento e pelo governador do Estado.

A assembleia, segundo a presidente da Associação dos Docentes do Ensino Superior (ADCESP), Lina Santana, terá como tema discutir se a base aceita ou não a proposta do Governo apresentada, que é de aumento de 50% escalonado em três anos. De acordo com a categoria, o sindicato realizou estudo observando os pisos de todas as universidades estaduais do Nordeste, optando por espelhar-se nos salários da universidade estadual de Pernambuco.

A proposta do Governo é que em 2013, reajustados 5% em maio, mais 5% em novembro. Já em 2014, seriam 7,5% em maio, mais 10% em novembro. E por fim, em 2015, seriam 10% em maio e 12,5% em novembro. Para Lina Santana, a proposta apresentada pelo Governo não apresenta grandes modificações quanto ao que já havia apresentado anteriormente, quando a categoria apresentou nova contraproposta.

O professor Daniel Solon conta que recebeu pessoalmente os documentos do governo apresentando sua proposta, e segundo ele é preciso manter aberto o canal de diálogo com o governo. No entanto, o docente alerta que os professores da instituição têm acumulado perdas salariais nos últimos anos e recebem o pior salário inicial entre as universidades estaduais brasileiras.

Segundo Daniel Solon, a defesa de melhores salários para os professores tem também em seu bojo, a defesa pela educação superior pública no estado, sendo a UESPI a única instituição estadual com esta missão. ?A contraproposta da categoria de forma nenhuma representaria ameaça ao equilíbrio financeiro do Estado, que tem o dever de melhor valorizar o trabalho docente?, diz Daniel Solon.

EM DEFESA DA AUTONOMIA - A categoria lembra que o dia 29 de maio será marcado por uma mobilização nacional em defesa das universidades públicas estaduais e municipais (IEES/IMES), convocada pelo Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES SN). Este dia terá como tema o Financiamento e Autonomia das IEES/IMES.

Para marcar a data, a ADCESP realizará debate onde serão convidados o representante nacional do ANDES, administração superior da UESPI e a Secretaria Estadual de Planejamento.

Fonte: Sarah Fontenele