Profissionais do Sírio-Libanês ministram capacitação para médicos de Picos

A parceria visa a formação,capacitação e gestão em residência médica para os profissionais que atuam no município de Picos.

A Secretaria Municipal de Saúde de Picos através do Ministério da Educação e da Saúde firmaram uma parceria com o Instituto Sírio-Libanês, referência em tratamentos clínicos no país.  A parceria visa a formação,capacitação e gestão em residência médica para os profissionais que atuam no município de Picos.

A capacitação que é feita através de módulos está sendo realizada desde a última quarta-feira, 28, no auditório do Sebrae de Picos, onde duas enfermeiras, tutoras em emergência médica do Hospital Sírio Libanês estão ministrando o módulo Simulação em Emergências Médicas para cinco profissionais médicos de Picos. Vários materiais como entubação, monitores cardíacos foram trazidos para simular ocasiões em que estes devem ser utilizados e de que maneira.

A enfermeira Silena Pavioqueire do Hospital Sírio-Libanês explica que o projeto que está sendo desenvolvido faz parte de um grupo de 70 municípios que receberão o Curso de Medicina e a residência médica. O projeto culmina com a formação de três médicos preceptores que serão os futuros mestres dos residentes. “Estamos aqui desde ontem, para fazer o treinamento destes profissionais  simulando situações traumatológicas como acidentes, e assim apresentar como estes deverão proceder diante destas ocasiões”, pontuou a tutora.

A parceria

Segundo o médico cardiologista, Raimundo Reis, a parceria inicialmente iniciou com o convite de três profissionais vinculados à Secretaria de Saúde de Picos para participarem de um curso em Gestão e Preceptoria em Residência Médica que  aconteceu em agosto de 2014 e teve encerramento em dezembro.”Essa parceria foi estabelecida para prevalecer a educação continuada da classe médica e das classes multidisciplinares em Picos. O curso visa a criação de um aplicativo para a construção de  uma residência médica de Saúde da Família e Comunidade no município”, disse Raimundo Reis.

Após a realização do Curso, um processo seletivo via o Instituto Sírio-Libanês foi feito em Picos, onde 21 médicos foram selecionados para serem preceptores de residência médica dentro do Serviço de Saúde.



Fonte: Riachaonet