Profissionais traçam ações para identificar casos de microcefalia

Ações são para identificar casos de bebês com microcefalia

As ações para identificar possíveis casos de bebês com microcefalia e a realização dos procedimentos médicos foram temas de reunião do grupo multiprofissional na Maternidade da Prefeitura de Teresina Dr. Olavo Mendes de Carvalho, bairro Promorar, zona Sul.

As deliberações foram que médico neonatologista (especialista em crianças desde o nascimento até 28 dias de idade) irá atender crianças nascidas de agosto a novembro, após busca de prontuários e suspeitas do problema e repasse de informações para os órgão competentes. Os nascidos de dezembro até agora já estão sendo monitorados, além de realização de exames.

A diretora geral da maternidade, Sandra Marina, explica que existe controle de dados que são informados para a Fundação Hospitalar de Teresina (FHT), Fundação Municipal de Saúde (FMS) e nos casos de bebês não residente em Teresina os dados são encaminhados para órgãos do estado.

A presidente da FHT, Fátima Garcêz, informa que em dezembro passado foi elaborada uma nota técnica por diversos profissionais de órgãos da saúde municipal. “A nota técnica é uma orientação de como realizar os procedimentos como os exames com a gestante e o bebê”, diz. A nota está sendo aplicada em todas as maternidades da Prefeitura de Teresina.

A reunião do grupo multiprofissional teve a participação da diretora geral, Sandra Marina, Diretoria de Enfermagem, neonatologista, enfermeiras, psicólogas, representante do Serviço de Marcação de Exames e Consultas (SAME) e do Núcleo de Vigilância Epidemiológica.



Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina