Programa com enfoque na atenção domiciliar é instituído

O serviço será organizado em três modalidades, de acordo com a complexidade do quadro de saúde do paciente.

Teresina recebe agora um plano de ação que visa a promoção da saúde em casa, de forma humanizada e integrada as redes de atenção à saúde: o Programa de Atenção Domiciliar. A portaria que o institui foi assinada na manhã desta terça-feira (15) pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), João Rodrigues.

O serviço de atenção domiciliar tem como objetivo de reduzir a fragmentação da assistência, por meio de um cuidado centrado nas necessidades do usuário. Isso pode trazer diversos benefícios tanto para o paciente como para a rede de saúde. ?De um lado, amplia a autonomia dos usuários e familiares, fortalecendo seus vínculos para o cuidado à saúde?, explica João Rodrigues. ?De outro, contribui para otimização de leitos hospitalares reduzindo o tempo de permanência e aumentando a rotatividade dos leitos clínicos e cirúrgicos, reduz custos assistenciais com hospitalizações desnecessárias, diminui as taxas de reinternações e minimiza os riscos de infecção hospitalar?, complementa.

Destinado a pessoas de todas as idades residentes no município de Teresina, o Programa de Atenção Domiciliar é um dos componentes da Rede de Urgência e Emergência (RUE) e será estruturado de forma articulada e integrada aos outros componentes e redes de saúde, a partir do sistema de regulação e dos planos de ação. Sua implementação nas Unidades Hospitalares municipais obedecerá às prioridades determinadas pelo Ministério da Saúde, que incluem: disponibilidade de recursos, população, área geográfica contemplando os territórios das várias regionais de saúde e interação com os programas existentes.

O papel do cuidador terá atenção especial. ?As equipes deverão abordar o cuidador como sujeito do processo e executor das ações, orientando-o adequadamente, respeitando os seus limites e potencialidades?, esclarece João Rodrigues. Para isso, serão promovidas reuniões para envolvê-los na realização de cuidados, com treinamentos em linguagem acessível a todos.

O serviço será organizado em três modalidades, de acordo com a complexidade do quadro de saúde do paciente e a frequência de atendimento necessário. As equipes responsáveis terão como atribuição trabalhar de forma integrada à rede de atenção à saúde e acolher demanda de dúvidas e queixas dos usuários e familiares e/ou cuidador como parte do processo de atenção domiciliar.

Fonte: FMS