Programa Crédito Fundiário vai investir R$ 50 milhões no Piauí

Os potenciais beneficiários devem ter renda familiar anual de até R$ 15 mil e patrimônio de até R$ 30 mil.


A Unidade do Crédito Fundiário da Secretaria de Desenvolvimento Rural realizou Oficina de Planejamento Operativo Anual -Programa Nacional do Crédito Fundiário no PIauí, com o objetivo de avaliar a execução do Programa Crédito Fundiário no Piauí e também definir, de forma participativa, as metas para 2015 e, ainda, planejar ações estratégicas da Unidade Técnica Estadual para este ano.

Na abertura do encontro, participaram o diretor nacional do Credito Fundiário,Francisco das Chagas Ribeiro Filho,o secretário Francisco Limma e a diretora da UTE, Unidade Técnica Estadual, Patrícia Vasconcelos. Cerca de 100 pessoas participaram da oficina. Dentre elas,a equipe técnica e coordenação da Unidade Técnica Estadual do Crédito Fundiário, representantes Fetag, Contag,Fetraf/Faf, Conab e Codevasf, as superintendências dos Banco do Brasil e Banco do Nordeste, Coordenadoria da Juventude e outras entidades e empresas prestadoras de serviço de acompanhamento técnico e execução rural para as famílias beneficiadas com o programa do Crédito Fundiário no Piauí.

"Foi um momento de ouvir nossos parceiros do programa no estado, além de uma oportunidade de reforçar a necessidade de avaliar e avançar cada vez mais no Programa Crédito Fundiário, visando atender um número maior de famílias no Piauí, afirmou Patrícia Vasconcelos, Coordenadora do Programa Crédito Fundiário.

Após fazer uma apresentação que analisou a conjuntura do programa no estado, o secretário Francisco Limma destacou que é preciso avaliar se os critérios continuam contemplando áreas e famílias que mais precisam dos benefícios, se os recursos estão sendo aplicados da melhor forma, onde há maior demanda, para de atingir um dos princiapis objetivos do programa, que é combater a pobreza rural. "Temos que verificar para priorizar, de forma correta, as famílias, a região que tem maior indice de pobreza" concluiu.

Um quadro demonstrativo apresentado pela equipe da UTE registrou que o Crédito Fundíario é responsável por 3.300 (três mil e trezentos) projetos e atende 18.049 (dezoito mil e quarenta e nove) beneficiários no Piauí. O diretor Francisco das Chagas afirmou que mais 1.200 famílias serão cadastradas no sistema este ano e que o Governo Federal vai investir R$ 50 milhões de reais para estas novas familias.

Programa Crédito Fundiário Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra possam comprar um imóvel rural por meio de um financiamento.

O recurso ainda é usado na estruturação da infraestrutura necessária para a produção e assistência técnica e extensão rural. Além da terra, o agricultor pode construir sua casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma. Podem participar do PNCF trabalhadores e trabalhadoras rurais, filhos de agricultores familiares ou estudante de escolas agrotécnicas.

Os potenciais beneficiários devem ter renda familiar anual de até R$ 15 mil e patrimônio de até R$ 30 mil. Devem ainda comprovar mais de 5 anos de experiência rural nos últimos 15 anos. Saiba mais sobre o programa: [email protected]

Fonte: Ascom