Prevenção de acidentes é necessário durante uma obra

O número de operários que morrem todos os anos no meio de obras no Brasil é muito grande.


Programas de prevenção são essenciais em execução de obras

Além de muita coragem, é preciso também bastante segurança para quem trabalha nas alturas de uma construção.

Um jovem morreu na última quarta, dia 16, ao cair de um prédio no Bairro Ilhotas na capital. A situação triste e de alerta chama a atenção para os cuidados que esses profissionais e engenheiros de obra devem ter.

Segundo Sandro Sousa, engenheiro de Segurança do Trabalho, a indústria da construção tem fases que são obrigatórias e devem ser cumpridas. Uma delas é o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

Este tem por objetivo, definir uma metodologia de ação que garanta a preservação da saúde e integridade dos trabalhadores visto os riscos existentes no ambiente de trabalho.

?Este programa estabelece normas que são cobradas de todo responsável técnico que esteja frente à execução da obra. Existe, portanto, um controle feito pelo Conselho Regional de Engenharia (Crea), no sentido de fiscalizar esses âmbitos trabalhistas?, esclarece o engenheiro de segurança.

O Programa das Condições e Meio Ambiente do Trabalho (PCMAT) também prevê ações relativas a segurança no trabalho e integra alguns documentos que devem fazer parte disto.

Neste sentido é previsto quais os equipamentos que visam a segurança individual e coletiva, a quantidade de operários trabalhando, sendo que acima de 20, já é obrigatório uma equipe coordenadora, o layout inicial do canteiro de obras, dentre outros.

O engenheiro de segurança do trabalho relembra que o fato ocorrido com o jovem pode ter sido uma falha do equipamento ou uma falha do projeto de segurança, no entanto, tudo indica que a falha foi com um dos equipamentos.

Tendo em vista isso, ele reafirma que são obrigatórios uniformes, capacetes, botas, óculos e cinto de segurança bem equipados. ?Quem trabalha em alturas, o cinto e um cabo guia são essenciais?, relata.

Para que não sejam mais vistos casos com acidentes, a engenharia de segurança reafirma a necessidade de cumprimento do PPRA e PCMAT. ?Todo projeto deve respeitar as cláusulas embutidas, para que não se vejam mais acidentes neste âmbito de trabalho?, conclui Sandro Sousa.

Fonte: Thauana Cavalcante