Projeto Amigos do Peito já atendeu 6 mil mulheres no Piauí

Amigos do Peito já percorreu mais de 70 municípios.

Como uma das estratégias do Governo do Estado é levar serviços para mais próximo da população, a Secretaria de Estado da Saúde intensificou as ações e programas que descentralizam os serviços para o interior do Piauí. E em pouco mais de um ano de execução o Programa Amigos do Peito, idealizado pelo secretário Francisco Costa, tem um saldo positivo de cerca de seis mil pessoas atendidas com alcance em todo o Estado do Piauí.

Para atender de imediato onde havia um vazio assistencial, o desafio foi buscar alternativas móveis, itinerantes, como explica o secretário da Saúde, Francisco Costa. “Precisávamos dar uma resposta rápida. Daí a proposta de lançarmos programas nesse formato, com a interiorização da oferta de serviços, com isso facilitando o acesso a exames, consultas, cirurgias e ainda a disponibilização de equipamentos ortopédicos”, declarou.

Projeto Amigos do Peito já atendeu 6 mil mulheres no Piauí
Projeto Amigos do Peito já atendeu 6 mil mulheres no Piauí

O Amigos do Peito já percorreu mais de 70 municípios, beneficiando cerca de seis mil mulheres é o Amigos do Peito, que objetiva rastrear e prevenir o câncer de mama precocemente.

Estruturado em duas carretas equipadas com mamógrafos, o programa oferta exames de mamografia gratuitamente voltados prioritariamente às mulheres entre 50 a 69 anos de idade.

“Levar essa oportunidade às mulheres, principalmente nos locais de difícil acesso ao equipamento de mamografia, para prevenir e detectar o câncer de mama é o nosso objetivo. Com o exame de mamografia oportunizamos para as pacientes também os laudos imediatos e o encaminhamento para a rede quando algum caso de lesão é identificado, garantindo assim a consulta especializada e o direcionamento de tratamento oncológico que por ventura o caso requerer”, afirma o secretário da Saúde, Francisco Costa.

Paralelo aos programas itinerantes, a Secretaria vem intensificando as ações de manutenção da oferta de serviços na rede hospitalar. A realização de exames de mamografia, por exemplo, já ocorre nos hospitais Regionais de Campo Maior; Dr. João Pacheco Cavalcante, em Corrente; Senador Dirceu Arcoverde, em Uruçuí, e o Tibério Nunes, em Floriano.

Fonte: Assessoria