Projeto articula discussão sobre violência contra a mulher em THE

Visa sensibilizar para importância da discussão sobre a violência.

O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II Leste foi palco, na manhã de hoje (8), do evento ‘Entra na Roda Maria’, que visa sensibilizar para importância da discussão sobre as questões de gênero e a relação com a violência doméstica e familiar. Usuários, familiares e profissionais do local ouviram palestra da assistente social da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Lidiane Oliveira.


Image title

“Esse tipo de encontro serve para que todos possam conhecer amplamente os direitos das mulheres. Devemos também priorizar discussões em torno da temática sobre igualdade de gênero com a comunidade”, falou Lidiane Oliveira. Os objetivos específicos do ‘Entra na Roda Maria’ são: refletir sobre questões relacionadas ao gênero; reconhecer as formas de violência contra mulher e debater os aspectos gerais da Lei Maria da Penha.

Maria Rosa, usuária do CAPS Leste, disse que já foi agredida por um ex-marido. “Mas graças a Deus hoje vivo bem melhor. Na época das agressões fui levada pelos vizinhos a denunciá-lo. Mas não deu em nada. Ele foi preso, depois solto. Eu tive que me mudar com meus filhos e só após a morte dele retornei à minha casa”, afirmou ela.

A assistente social Lidiane Oliveira esclareceu que casos como o de Maria Rosa não devem servir de desestímulo às vítimas de violência, seja ela física ou psicológica. “A mulher, antes de fazer a denúncia, precisa estar bem esclarecida de como proceder. Buscar apoio para que tudo ocorra da melhor maneira para ela. A primeira coisa que a mulher deve fazer é procurar a Delegacia da Mulher, lá irão orientá-la da melhor maneira possível por profissionais capacitados”, disse, completando que para aquelas mulheres que se sentem inseguras em denunciar e que precisem de apoio podem procurar o Centro de Referência às Mulheres em Situação de Violência-Esperança Garcia. 

“Fica localizado na Rua Lisandro Nogueira, 1796, Centro/Norte. Lá é um espaço com atendimento psicológico, social e jurídico às mulheres em situação de violência e é articulado com os demais serviços da Rede de Enfrentamento a Violência contra a mulher”, explicou Lidiane Oliveira.

Clique e acesse mais notícias 

Fonte: Com informações da Assessoria