Prostitutas usam até cartão de crédito para roubarem clientes

As mulheres viam as senhas dos clientes e depois sacavam dinheiro.

Munidas com máquinas de crédito e débito automático, uma quadrilha de garotas de programa aplicou golpes de até R$ 80 mil em turistas na zona sul carioca.

Depois de levar as vítimas para hotéis e dopá-las, as mulheres pegavam cartões de crédito ou débito e faziam saques até o limite dos cartões, usando as máquinas.

Da mesma forma como funciona em lojas e restaurantes, os valores eram depositados pelas operadoras dos cartões em contas bancárias.

Depois dos saques, o cartão era colocado de volta na carteira da vítima, que só percebia o golpe dias depois, ao constatar o desfalque em sua conta bancária.

O grupo, formado por 12 mulheres e quatro homens, foi investigado pela polícia por quatro meses.

Segundo a Polícia Civil, as garotas costumavam observar suas vítimas em boates da cidade, prestando atenção quando elas digitavam as senhas dos cartões.

O grupo será indiciado por formação de quadrilha, roubo, furto e rufianismo (crime praticado por quem tira proveito de prostituição alheia).

A polícia ainda procura pelo menos sete pessoas envolvidas com a quadrilha.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br