Protetor solar é contraindicado para bebês com menos de seis meses

A pele de bebês, especialmente até os seis meses de idade, é muito fina e delicada


Protetor solar é contraindicado para bebês com menos de seis meses

A pele de bebês, especialmente até os seis meses de idade, é muito fina e delicada. Por essa razão, devem ser tomados alguns cuidados especiais em relação à exposição ao sol desses pequenos. Em primeiro lugar, a exposição deve ser de no máximo 10 minutos diários, antes das 10 e depois das 16 horas. E sempre em pequenas áreas do corpo, como mãos e pés, protegendo-se a cabeça, olhos e face com chapéus ou sombrinhas.

Segundo destaca a médica Filumena Gomes, pediatra do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), também se deve evitar o uso de protetor solar nos primeiros seis meses de vida, pois a pele dessas crianças pode absorver os produtos químicos presentes nos protetores, o que traz o risco de intoxicações.

A especialista lembra, ainda, que outro perigo proveniente da exposição de bebês ao sol é a desidratação, que pode ocorrer mesmo que a criança não esteja com vômitos ou diarréia. Por isso, não se deve agasalhar excessivamente a criança em ambientes quentes. As roupas mais adequadas são as de algodão e é importante oferecer ao bebê líquidos com frequência nos dias mais quentes.

Fonte: uol.com