Grande número de suicídios preocupam psicólogos em THE

Entre os problemas mais comuns está a dificuldade de se firmar socialmente e financeiramente.Veja!

O elevado número de casos de depressão seguidos de suicídio em Teresina tem alertado e preocupado os especialistas e profissionais em hospitais e clínicas da capital. A psicóloga Drª Shardane Maria Freitas que atende em clínicas e hospitais, falou ao meionorte.com que os casos são isolados em adolescentes e adultos.

Segundo ela, os suicídios em Teresina oscilam em pessoas que se encontram depressivas, nas tentativas e na resistência em procurar orientação médica. ? Existem os casos aleatórios em que a pessoa não sabe o motivo de estar deprimida; os casos identificados em que elas sabem os motivos e procuram ajuda médica e também os conflitos familiares?, afirma Shardane Freitas.

Entre os problemas mais comuns da depressão e os suicídios em adultos, está a dificuldade de se firmar socialmente e financeiramente e os problemas emocionais que envolvem perda de entes queridos e amorosos. Nos adolescentes, seria a auto-cobrança na vida estudantil.

Para a psicóloga, os suicídios ocorridos em Teresina têm tido causa comum nos últimos anos. Ela cita os adolescentes como as principais vítimas. ? A cobrança de si próprio, da família e principalmente das escolas, tem sido os causadores do ciclo depressivo entre os jovens e consequentemente a principal causa dos suicídios.

Sobre a relação da depressão com as drogas, Shardane Freitas afirma: ? Consomem as drogas quem já tem problemas. A droga seria um refúgio para preencher o vazio ocasionado pela depressão?, finalizou.

FOTOS: HÉLVIO MENESES









Fonte: Marcos Moraes