Quase 90% dos internados no HUT são vítimas de acidentes de moto

Quase 90% dos internados no HUT são vítimas de acidentes de moto

Nas ocorrências, sempre tinha um condutor alcoolizado, diz a coordenadora do Samu, Simone Rodrigues

As ambulâncias pouco param no pátio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), é sinal de que algo não vai bem.

Por mês, o 192 atende 3500 ocorrências. Do total, 40% são vitimas de acidentes de trânsito, uma realidade que preocupa. Em junho e no início de julho a situação esteve próxima ao caos. Se no dia a dia os números preocupam, no dia dos jogos da seleção brasileira esses números são mais alarmantes.

No último jogo, foram registrados 55 acidentes no Samu. Segundo a coordenação, o maior problema está na combinação de alcool e muita imprudência no trânsito, o que gera uma mistura preocupante. ?A gente tem observado que em cada jogo esses números estão aumentando muito. No último jogo o número aumentou em seis vezes. Nas ocorrências, sempre tinha um condutor alcoolizado?, disse a coordenadora do Samu, Simone Rodrigues

No HUT, maior pronto socorro do Piauí a história não é diferente: a entrada está lotada e a maior parte das pessoas em cima das macas possuem fraturas. Um homem, conhecido por Adailson, bateu a moto logo após o jogo entre o Brasil e a Colômbia. Hoje, segundo o irmão, ele vai assistir ao jogo num leito de hospital. ?Ele vinha na garupa de uma moto quando alguém derrubou ele em uma colisão?, disse.

O HUT possui hoje 550 pacientes internados, 270 são vítimas de acidentes e quase 90% dos casos envolve motos, ou seja, o perigo anda sim sobre duas rodas.

O diretor Gilberto Albuquerque lamenta os números e dá um prognóstico ainda mais pessimista para logo mais. "Infelizmente a cada evento que a gente tem que envolve todos os municípios nós temos números assustadores de ocorrências, que chegam a um número de 300 pacientes por dia."

Fonte: Denison Duarte