Marcus Escórcio pode ter gravado voo por seu celular

Marcus Escórcio pode ter gravado voo por seu celular

O aparelho foi encontrado pela Polícia Civil com as unidades de armazenamento intactas

A viúva do professor Marcus Escórcio, vítima do desastre aéreo no aeroporto Petrônio Portela, em Teresina, nesta segunda-feira, 16, afirmou à Polícia Civil que todos os voos eram registrados por seu marido via celular.

O aparelho foi encontrado pela Polícia Civil com as unidades de armazenamento intactas, e encaminhado para análise. A primeira expectativa, a partir dos resultados iniciais, é que todo o ocorrido durante o voo possa ter sido gravado e, portanto, dar uma resposta às questões relacionadas à tragédia.

Um dos passatempos prediletos de Marcus Escórcio era fazer o registro de todos os passos de seus treinamentos em voos. Imagens cedidas à Rede Meio Norte, exibidas durante o programa Agora desta quarta-feira, 18, mostram os contatos iniciais de Escórcio nas aulas práticas de aviação e o seu contentamento em realizar o primeiro voo.

Sem tecer detalhes acerca das imagens e da possibilidade delas colaborarem nos resultados, o perito do IML, Dr. Antonio Nunes, assegura que o celular realmente foi recolhido e que após as informações periciais será dado um parecer sobre o ocorrido. ?Eu prefiro ficar neutro nessa história. O fato é o seguinte: o que foi recolhido está catalogado e vai ser enviado aos responsáveis. A partir daí, sairá a investigação de acordo com a necessidade.?

Dr. Antonio Nunes cogitou a possibilidade de os resultados serem divulgados possivelmente em 10 dias.

VEJA A REPORTAGEM DE RICARDO MOURA FÉ







Fonte: Denison Duarte