Recuperados canteiros da avenida Presidente Kennedy em Teresina

A recuperação é necessária porque no período das chuvas

Os canteiros centrais da Avenida Presidente Kennedy estão sendo recuperados pela Prefeitura Municipal de Teresina, através da Superintendência de Desenvolvimento Urbano da Zonal Leste (SDU/Leste).

A recuperação é necessária porque no período das chuvas a região é um dos pontos mais críticos dos alagamentos, o que acaba danificando a estrutura dos canteiros.

Para José Alberto, gerente de Obras da SDU/Leste, o serviço faz-se necessário naquela região, já que busca melhorar o espaço utilizado pelos pedestres. “Estamos recuperando os canteiros, porque na chuva passa muita água.

É uma empresa de zonal, que vai recuperar todo o canteiro central da Avenida Presidente Kennedy”, explica. Antes, o canteiro central da Avenida Presidente Kennedy estava bastante destruído.

Mas o serviço vai sanar o problema em uma semana. “O grande volume de água que passa ali acaba danificando aquela estrutura, iniciamos o serviço na sexta-feira (19)”, afirma José Alberto.

Quanto ao prazo, o cronograma indica sete dias de serviço. “Queremos terminar até a próxima (26), ou, no mais tardar, queremos entregar tudo pronto na segunda-feira (29)”, declara o gerente de obras da SDU/Leste.

Vale ressaltar que estes serviços são necessários sempre aos finais do período chuvoso, pois na menor das chuvas, onde há o transbordo, as enchentes são implacáveis.

Esses alagamentos não prejudicam apenas o passeio público, mas também os carros, motos e pedestres que precisam trafegar naquele trecho alagado durante os meses de precipitação.

Galeria da zona Leste permanece em obras

A SDU/Leste está construindo estruturas para amenizar a situação dos alagamentos. A maior delas é a construção do Sistema de Drenagem Integrado, que possui 7,5 km de galeria, que será aliada a outras da região.

A obra é orçada em R$ 46.584.277,99. A Avenida Nossa Senhora de Fátima também passou por intervenções, para rebaixamento.

Sobre a galeria, que deve ficar pronta em fevereiro de 2016, ainda há muito o que fazer. "Já foi terminado o canal aberto, de 400 metros, e agora estamos concluindo os dois canais fechados. A obra está em andamento", finaliza o gerente da SDU/Leste João Alberto.

Fonte: Pollyana Carvalho e Lucrécio Arrais