Metrô será reformado após chegada de recurso federal

Metrô será reformado após chegada de recurso federal

Inicialmente, a linha da zona Sudeste terá investimento de R$ 432 milhões

Após reunião do governador do Piauí com o ministro das Cidades, Aguinaldo Barros, as verbas para revitalização do Metrô de Teresina, em especial da linha da zona Sudeste da cidade, só devem chegar em abril. Conforme analisa o diretor técnico da Companhia Metropolitana de Transportes Públicos (CMTP), Antônio Sobral.

Segundo ele, este valor está orçado em R$ 432 milhões e prevê a recuperação da linha férrea e modernização das dez estações existentes, além da construção de três novas estações. Uma no Mafuá, no Cristo Rei e outra no São João. Haverá aquisição de novos trilhos, integração das estações com sistema de ônibus, duplicação de linhas, ampliação de estações, segregação e urbanização do trajeto. Os dormentes de madeira serão trocados por de concreto, que tem durabilidade maior.

Além disso, ele explica que a tendência é retirar as passagens de nível ? onde o metrô cruza ? do perímetro urbano. Haverá reforma nas passagens de nível nas avenidas Rui Barbosa e Higino Cunha com construção de túneis ou viadutos. No Dirceu, as passagens existentes vão permanecer, mas nestes locais será feito sinalização automatizada com sensores de movimentos e câmeras de segurança. Deste modo, as guaritas não serão mais necessárias.

Uma novidade que agradará a todos os teresinenses é que todos os trens vão possuir ar-condicionado, as estações serão ampliadas e o sistema de bilhetagem será eletrônico. Sobral afirma que todas estas melhorias não vão implicar em aumento da passagem e que o custeio e manutenção futura das linhas serão compensados com o aumento da demanda de usuários. Segundo ele, estas melhorias a quantidade de passageiros por dia vai aumentar de 10.000 para 50.0000.

Para que tudo isso se concretize, Sobral afirma que falta apenas a autorização do ministro para abertura do processo de licitação. ?A gente acredita que, com tudo isso formalizado, é previsto que a verba chegue em abril?, declara o diretor. Futuramente ele anuncia que a segunda parte do PAC Mobilidade contemplará zonas Norte, Sul e Leste. O valor previsto para esta outra parte da obra é de R$ 1,5 bilhão.

Fonte: Vicente de Paula