Refeição nota dez: café da manhã pode mudar boletim do seu filho

Refeição nota dez: café da manhã pode mudar boletim do seu filho

Para uma refeição nota dez: o cardápio do café da manhã pode transformar o boletim escolar do seu filho

Com o fim das férias escolares, médicos e nutricionistas fazem um alerta aos pais: é hora de ter cuidado redobrado com a primeira refeição do dia, o café da manhã, que está diretamente ligado ao desenvolvimento intelectual dos pequenos e aos resultados nos estudos.

? Durante o sono, o corpo também gasta energia, seja no crescimento, ou na manutenção de funções vitais, como a respiração e a circulação. As reservas de glicose no sangue caem e precisam ser repostas ao acordar ? afirma a médica e psicopedagoga Olga Oliveira Passos Ribeiro, membro do departamento de saúde escolar da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Se essa reposição não acontece, o organismo entra em um estado de "economia de recursos". A criança pode ficar sonolenta, irritada, sem concentração e com dificuldades de memória. Em alguns casos, pode até haver náuseas e tonturas.

? A maioria das crianças não gosta de comer de manhã. Mas, mesmo que elas não percebam a fome, é importante que os pais estimulem esse hábito ? orienta a nutricionista do Colégio Logosófico, Simone Costa.

Mais do que comer de manhã, lembra Simone, é importante que a primeira refeição do dia seja bastante nutritiva. A base do cardápio dos pequenos deve ser montada sempre com fontes de carboidratos, como pães e cereais ? que fornecem energia ao corpo ?, com um alimento rico em proteínas, como leite, ovo, queijo e iogurte; e com uma porção de frutas.


Refeição nota dez: café da manhã pode mudar boletim do seu filho

? Os cereais integrais e as frutas têm fibras, que vão auxiliar no funcionamento do intestino. Além disso, fornecem quantidades de ferro, cálcio e selênio, substâncias importantes para a parte intelectual da criança ? explica a nutricionista Marcia Vivas, do Prontobaby - Hospital da Criança.

Professores já percebem a diferença

Uma pesquisa publicada na semana passada aponta: 89% dos professores notam a queda no rendimento de crianças que não tomam café da manhã. Os principais indícios são desatenção e dificuldade de concentração. O levantamento ouviu cerca de 300 educadores.

? Começar o dia com os nutrientes adequados é fundamental. Ficar em jejum, atrapalha o aprendizado. É preciso, porém, evitar alguns alimentos que pioram a concentração, como o açúcar e os ricos em gordura ? ressalta a nutricionista da USP, Sílvia Cozzolino.

Para a aluna do 5 ano do Colégio Pedro II, Polyana ALmeida de Araújo, de 10 anos, o café da manhã reforçado vem dando resultados. Ela tem ótimas notas e nunca ficou de recuperação.

? Faço questão que ela coma bem de manhã. Preparo pão, queijo, fruta e café com leite ? conta a mãe, Renata Almeida, de 33 anos.

O que fazer se meu filho não gosta de comer de manhã?

Arrume na véspera

Se você tem pouco tempo de manhã, deixe a mesa do café arrumada antes de dormir. Separe ao menos 15 minutos e sente com seu filho para comer. Essa companhia é um estímulo para que ele passe a gostar da refeição.

Comece devagar

Se seu filho detesta comer de manhã, não adianta resolver mudar as coisas de repente. Comece preparando uma vitamina ou copo de leite com achocolatado. Com o tempo, passe a oferecer pães, cereais e frutas.

Seja criativo

Ele quer chocolate? Ofereça o doce em uma tigela com futas por cima. A mistura fica saborosa e, além de mais saudável, apresenta para a criança outros sabores, que podem conquistá-lo.

sem barganha

Comida não é moeda de troca. Não vale prometer um benefício em troca de que ele coma melhor antes de ir para a escola.

Decida com ele

Participar da escolha do cardápio deixa a criança motivada para a refeição. Mas não esqueça de que salgadinhos, biscoitos recheados e refrigerantes devem ser evitados.

No caminho

Perdeu a hora? Separe um iogurte e uma barra de cereais. Vale a pena fazer seu filho comer no caminho.

Fonte: Extra