Reforma do Mercado tem licitação concluída na zona Sudeste de Teresina

A obra no mercado visa melhorar as condições de trabalho e higiene do espaço, que é reivindicação antiga dos permissionários e clientes

O Mercado da Vila Alto da Ressurreição, localizado na zona Sudeste de Teresina, passará por uma ampla reforma. O processo licitatório já foi concluído pela Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SEMA).



Logo após a finalização do processo licitatório, o documento foi encaminhado para a Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste (SDU/Sudeste) executar a obra, junto com a empresa vencedora.
A reforma tem como objetivo melhorar as condições de trabalho e higiene do espaço, que há muito tempo é reivindicação de permissionários, clientes e associação dos moradores. Com as obras, serão trocados o piso, janelas e portas, e as paredes vão ganhar um novo revestimento.

Além da parte estética, as estruturas elétrica, hidráulica e sanitária também passarão por readequações, visando melhorar os serviços oferecidos. Essas alterações devem sanar os problemas que os permissionários passavam, como oscilações elétricas, vazamentos e infiltrações.

O prazo de execução foi estabelecido em 180 dias, pois apesar da reforma ser em acabamentos, as estruturas devem ser completamente revitalizadas a partir dos serviços da empresa que ganhou a licitação. Os dias só serão contados a partir do dia da assinatura da ordem de serviço, que deve acontecer em breve.

Reforma tem investimento de R$ 625.261,84

As obras têm investimento oriundos da Prefeitura de Teresina na ordem de R$ 625.261,84. Com esse investimento, o Mercado da Vila Alto da Ressurreição passará por uma reforma completa. Esta é a primeira vez que o mercado recebe melhorias desde a inauguração. Após muitos esforços dos permissionários junto à comunidade e a associação dos moradores, enfim, a reforma foi colocada como prioridade e está em vias de começar.

Mercado ganhará sistema de combate a incêndio


Antes, o Mercado da Vila Alto da Ressurreição, localizado na zona Sudeste de Teresina, não possuía sequer proteção contra incêndios. Mas com a reforma os permissionários e clientes vão se sentir mais seguros, pois além de um sistema de combate a incêndio, outras tecnologias de segurança serão aplicadas no prédio.

Quem garante é João Emílio Lemos, presidente da Comissão Permanente de Licitação. “Além da reforma, o projeto inclui a instalação de sistema de combate a incêndio e pânico e sistema de proteção contra descargas atmosféricas”, finaliza.

Fotos: Kelson Fontinele

 

Fonte: Lucrecio Arrais