Regulação de leitos já diminuiu em 20% atendimentos indevidos no HUT

O diretor geral do HUT, Gilberto Albuquerque, explica que essa queda não resultou na diminuição de atendimentos realizados no hospital.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (11) DO JORNAL MEIO NORTE

Desde o dia primeiro de dezembro que o Hospital de Urgência de Teresina está recebendo pacientes encaminhados pela Central de Regulação de Leitos. A ideia é acabar com os pacientes que chegam ao hospital com problemas mais simples que poderiam ser resolvidos nos hospitais de bairro. Com isso, o número de atendimentos indevidos já caiu 20%, nestes primeiros dias.

O diretor geral do HUT, Gilberto Albuquerque, explica que essa queda não resultou na diminuição de atendimentos realizados no hospital. A diminuição foi apenas de atendimentos indevidos. “O número de atendimentos inclusive já sofreu um aumento, que acontece sempre nesse período de final de ano. O que diminuiu foi o número de pacientes que não deveriam ser atendidos no HUT. Se antes nós tínhamos cerca de 100, hoje nós temos 80”, disse.

A expectativa é que esse percentual de 20% cresça até alcançar os 100%. “Nossa ideia é que daqui um tempo, nenhum paciente que pode ser atendido em outro lugar chegue ao HUT. São esses atendimentos que contribuem para a superlotação do hospital e nós queremos que isso chegue ao fim”, disse.

Repórter: Pollyana Carvalho

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho