Relançamento de campanha no trânsito mobiliza órgãos do estado

A intenção é que a campanha atinja todos os municípios do estado, em vista das peculiaridades de cada uma e que é dos promotores, a responsabilidade de coordená-las

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (21) DO JORNAL MEIO NORTE.

Em vista das estatísticas divulgadas por instituições responsáveis pelo trânsito, o Brasil está entre os dez países que possui altos índices de acidentes no trânsito. Só no Brasil, são cinco capitais, dentre elas está Teresina no Piauí, em que o número de óbitos aumentou 73% no período compreendido entre 2001 e 2011.

Com o intuito de mobilizar a população e envolver instituições públicas na busca da redução da violência no trânsito no Piauí, principalmente, acidentes com motocicletas, e ainda de oferecer incentivos às diferentes ações referentes ao trânsito, que o Ministério Público do Estado do Piauí, em parceria com o Governo do Estado do Piauí, Detran/PI, Strans, OAB/PI, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e outros, relançou na manhã desta sexta-feira, 20, no auditório da sede do Ministério, a campanha “Pela Paz no Trânsito e em Defesa da Vida”.

De acordo com Luiz Francisco Ribeiro, subprocurador geral de Justiça, a intenção é que a campanha atinja todos os municípios do estado, em vista das peculiaridades de cada uma e que é dos promotores, a responsabilidade de coordená-las, seguindo medias educativas e preventivas.

“Nós pretendemos alcançar Luiz Correia a Cristalândia, ou seja, todos os municípios do Piauí serão alcançados. Tendo em vista que, quem vai coordenar a campanha são os promotores de justiça das comarcas, contando com o apoio da Polícia Militar, da Polícia Civil e outros órgãos O trabalho dos promotores, que vai depender da peculiaridade de cada município, está dividido em duas vertentes: uma preventiva, através de palestras em escolas e faculdade; e a outra é a repreensão, o condutor tem que ter a consciência, que tem alguém ali para reprimi-lo e de que ele não é o senhor absoluto”, explica Luiz Francisco Ribeiro.

Para Humberto Carvalho, representante da Comissão de Direito de Trânsito da OAB/PI, é importante unir forças nesta campanha, com órgãos e sociedade e destaca que o papel da OAB/PI neste processo será de conscientizar e levar conhecimento das normas de trânsito.

“Nós também estamos unindo a força da OAB a campanha, assim como os órgãos: Strans, Polícia Militar, Governo do Estado e outros. Quando se fala em paz no trânsito, há de ser levada em consideração a participação de todos, que se nós não nos unirmos, teremos cada dia mais um trânsito caótico e vidas sendo perdidas a todo momento. A nossa participação é conscientizar, levar o conhecimento as pessoas que trânsito mata, que devem ter educação e conhecimento as normas de trânsito para que possamos ter um trânsito mais seguro”, garante.

Repórter: Márcia Gabriele

Fonte: Márcia Gabriele