Relatórios mostram que 1,75% da população do Brasil consome cocaína

Brasil, Chile e Costa Rica, puxam para cima o consumo de drogas

De acordo com um relatório da UNODC, escritório para drogas e crime da ONU, o Brasil consome quatro vezes mais cocaína que a média mundial. Estimativas da ONU mostram que 1,75% da população adulta no Brasil consome cocaína, enquanto que o índice mundial é de 0,4%.

Image title


Os mercados dos Estados Unidos e da Europa diminuíram na última década. O Brasil, ao contrário, se tornou o maior centro de distribuição da droga no mundo inteiro. Nosso país foi citado em 56 países como ponto de trânsito de cocaína, revelando que somos a maior base de exportação da droga.

Considerando todas as drogas, apenas o Paquistão supera o Brasil, com 178 países do mundo o citando local de trânsito da heroína.

"Por causa de sua posição geográfica, o Brasil tem um papel estratégico no tráfico de cocaína. Entra no Brasil por avião, por terra (carros, caminhões e ônibus), por rio (barcos que cruzam o Amazonas), antes de ser enviada para o exterior, principalmente para a Europa, tanto de forma direta como via África", declara o relatório.

Segundo a ONU, o Brasil, junto do Chile e da Costa Rica, puxam para cima o consumo de cocaína na América do Sul, onde as taxas são três vezes maiores que a média mundial. O número de usuários na região pulou de 1,8 milhões de pessoas, em 2010, para 3,3 milhões em 2012.

Considerando todas as drogas ilícitas que há, a ONU considera que haja 246 milhões de usuários do mundo, o que equivale a 5% da população entre 15 e 64 anos.

Fonte: Com informações do Brasilpost.com