Remédio para diabetes está garantido para os próximos três meses

O estoque garantirá o abastecimento dos 616 pacientes cadastrados pelos próximos três meses graças à aquisição de nove mil unidades do medicamento.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (07) DO JORNAL MEIO NORTE

Após ter o fornecimento interrompido por meses, a Unidade de Assistência Farmacêutica, mantida pela Secretaria de Saúde do Piauí, retomou a distribuição da insulina Lantus, medicamento para o tratamento de diabetes em pacientes com quadro mais sério da doença. A distribuição começou na manhã da última segunda-feira (6), e o estoque garantirá o abastecimento dos 616 pacientes cadastrados pelos próximos três meses graças à aquisição de nove mil unidades do medicamento.

"Asseguramos que não faltará remédio para os pacientes que precisam desta medicação. O secretário de saúde se apressou em pagar os débitos para garantir uma reserva de medicamento. Temos estoque suficiente para os próximos três meses e a Sesapi elaborou um planejamento que assegurará o recebimento do remédio até o fim do ano. São nove mil unidades já em estoque, que serão distribuídos de acordo com a necessidade de cada paciente", esclarece Maurício Reis, gerente administrativo da Unidade de Assistência Farmacêutica.

A retomada da distribuição do remédio só foi possível graças ao parcelamento da dívida com o fabricante. A distribuição estava suspensa desde o ano passado por dívidas contraídas no governo anterior. Para dar conta da demanda, o atendimento aos pacientes com diabetes foi ampliado e a Assistência Farmacêutica agora disponibiliza quatro farmacêuticos e quatro atendentes aptos a atender a clientela. A insulina Lantus é um medicamento especial, administrado em diabéticos que não reagem bem à primeira linha de tratamento oferecida pelo serviço de saúde. É um medicamento mais cômodo, onde o paciente não sofre tanta dor ao administrar o remédio.

Repórter: Olegário Borges

Fonte: Olegário Borges