Remédios genéricos estão até mais caros que convencionais na capital

Os genéricos surgiram com a proposta de facilitar o acesso de pessoas mais carentes

Há alguns anos, os remédios genéricos não eram bem aceitos pela maioria das pessoas, pois preço mais baixo era visto com desconfiança. Agora, a situação se inverteu de tal forma que esses medicamentos estão sendo vendidos até mais caros do que os remédios de marca.

O problema disso é que os genéricos surgiram com a proposta de facilitar o acesso de pessoas mais carentes a um produto que pode representar a vida ou a morte de quem precisa. O governo federal concede faclidades para a indústria farmacêutica desse tipo de medicamento, mas, diante da lei de mercado, vale a regra do maior lucro.

A reportagem do Jornal Meio Norte fez uma pesquisa nas quatro principais redes de farmácias de Teresina e constatou que, em duas delas, o remédio genérico para o tratamento do colesterol é R$ 5 ou até R$ 10 mais caro do que o convencional.


Remédios genéricos estão até mais caros que convencionais na capital

Fonte: Nayara Felizardo