Renascer vai pagar R$1 mi a família de vítima de desabamento

Renascer vai pagar R$1 mi a família de vítima de desabamento

Decisão favorece irmãos que perderam mãe e avó no acidente, em 2009.

A Justiça de São Paulo determinou que a Igreja Renascer em Cristo, comandada pelo casal Estevam Hernandes e Sônia Hernandes, pague cerca de R$ 1 milhão como danos morais a três irmãos que perderam a mãe e a avó após o desabamento do teto de um templo, em janeiro de 2009, na Zona Sul de São Paulo. Maria Amélia de Almeida Megnis e Acir Alves da Silva foram duas das nove vítimas fatais do acidente, que deixou mais de 100 feridos.

A defesa da Renascer alegou que foi contratada uma empresa para realizar uma reforma no templo em 1998, quando funcionários perceberam que algumas peças de madeira sofriam a ação de fungos. Segundo o advogado da Igreja, Roberto Ribeiro Júnior, a Renascer vai recorrer da decisão. ?A responsabilidade é das empresas que fizeram essa reforma, que foram contratadas para fazer um reforço estrutural?, disse ele, em entrevista. Cabe recurso da decisão.

A Renascer também terá que pagar aos irmãos R$ 609,92 por danos materiais. Segundo decisão da juíza Priscilla Buso Faccinetto, da 40ª Vara Cível, o desabamento ?poderia ter sido facilmente evitado, tendo ocorrido pela falta de manutenção do prédio em que eram realizadas cerimônias religiosas?. A Justiça entendeu ainda que os danos morais são procedentes por causa do ?sofrimento causado (aos irmãos) pela perda de sua genitora e avó?.

Na decisão, a juíza entendeu que ?desde a constatação da necessidade de reparos no telhado até a data da ocorrência da tragédia transcorreram mais de dez anos, e somente este fato já demonstra a pouca diligência da ré (a igreja)?. Segundo a Justiça, ?a manutenção deveria ter sido feita de forma preventiva, a fim de evitar infiltrações e o desgaste da estrutura?.

Fonte: G1