Repórter global Monalisa Perrone é agredida ao vivo na TV

Repórter global Monalisa Perrone é agredida ao vivo na TV

Monalisa Perrone falava ao vivo em frente a hospital durante o Jornal Hoje

A repórter Monalisa Perrone, da TV Globo, foi agredida nesta segunda-feira (31), quando falava ao vivo durante o "Jornal Hoje", por um homem que já atrapalhou transmissões ao vivo da TV Globo e de outras emissoras.

A agressão ocorreu no início do telejornal. Monalisa Perrone estava em frente ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e foi chamada pela apresentadora Sandra Annenberg para dar mais informações sobre o tratamento quimioterápico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Quando começou a falar, dois homens apareceram correndo atrás dela. Um deles a derrubou.


Repórter Monalisa Perrone é agredida ao vivo na TV

A transmissão do hospital foi interrompida. Do estúdio, a apresentadora Sandra Annenberg lamentou o fato. Uma reportagem sobre o quadro de Lula foi exibida e, quatro minutos depois, Monalisa voltou a falar ao vivo, direto do hospital. "Levei um susto enorme. Estou tremendo. Em 20 anos de profissão isso nunca me aconteceu. Um desrespeito enorme. Mas, enfim, televisão ao vivo é isso", disse.

Em seguida, ela passou o microfone para o repórter José Roberto Burnier, que completou a reportagem. "Estou passando para meu colega, que está mais calmo."

A Central Globo de Comunicação (CGCom) informou: "Trata-se de pessoas cujo propósito é aparecer. Não é a primeira vez. Como houve agressão, a TV Globo estuda que medidas legais tomar".

Fonte: G1