Responsabilidade é do dono, diz comandante sobre explosão

Ele disse ainda que cada imóvel deve cumprir as exigências determinadas pelo Corpo de Bombeiros para o uso de gás.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio, coronel Sérgio Simões, afirmou nesta sexta-feira (14), em entrevista ao Bom Dia Brasil, da TV Globo, que a responsabilidade da explosão em uma lanchonete no Centro é do proprietário do estabelecimento, que usava botijões de gás no local mesmo sem a autorização dos bombeiros. A explosão na quinta-feira (13) deixou três mortos e 17 feridos, sendo três em estado grave.


Responsabilidade é do dono, diz comandante sobre explosão

"A responsabilidade é do condomínio, a responsabilidade é especificamente do proprietário do restaurante. É um ponto importante para esclarecer a pouca percepção do risco das pessoas. Você imaginar que no subsolo vai se armazenar uma bateria com 4 ou 6 cilindros de 45 kg cada um, a gente ainda não tem certeza quanto a essa quantidade. Essa conta do impacto de 10 kg de dinamite pode ser multiplicada por 4 considerando a base de 8 kg para cada cilindro. Como é que a gente vai imaginar que uma pessoa burla a exigência porque no documento que o Corpo de Bombeiros expediu na análise do projeto de segurança contra incêndio está uma das exigências é a proibição da utilização de gás", explicou Simões.

Ele disse ainda que cada imóvel deve cumprir as exigências determinadas pelo Corpo de Bombeiros para o uso de gás. "A fiscalização existe, o Corpo de Bombeiros define exigências para cada edificação, seja ela residencial e comercial, e fiscaliza o cumprimento destas exigências", afirmou Simões.

O comandante-geral ressaltou ainda que não era possível saber que o estabelecimento não cumpria as exigências da corporação. "Eu posso ter aprovado uma lanchonete onde não é permitido o uso de gás engarrafado ou canalizado e em determinado momento o proprietário resolver instalar lá".

Fonte: G1