Gianecchini está proibido de receber visita em camarim

O galã tem ido de táxi até o FAAP, onde a peça entrará em cartaz

Reynaldo Gianecchini voltou ao batente esta semana. Após alguns dias de descanso ao lado da mãe num spa, em Gramado, o ator chegou, ontem, sozinho e de táxi, um pouco mais gordinho e bem disposto para uma maratona de ensaios da peça "Cruel", que reestreia dia 13, em São Paulo.

Para ficar afinado com o elenco, integrado também por Erik Marmo e Maria Manoella, o trio vai ensaiar (três horas por dia) inclusive no fim de semana. Mas é claro que isso não é um problema. "Ele está bárbaro, com o texto todo decorado e muito feliz", conta Célia Fortes, produtora do espetáculo, que ainda explica por que Giane não poderá receber ninguém no camarim: "É uma questão médica. Ele não pode ficar em contato com as pessoas. A gente mesmo evita beijá-lo". E no teatro, o ator sempre tem uma variedade de frutas para garantir uma alimentação saudável.

O galã tem ido de táxi até o FAAP, onde a peça entrará em cartaz. "Cruel" ficará em São Paulo até o dia 15 de maio. No final de junho, Gianecchini começa a gravar o remake de "Guerra dos sexos", novela em que fará par romântico com Mariana Ximenes. E a peça também entrará em cartazno Rio de Janeiro, em julho ou agosto. A produção ainda busca um teatro.

Merda, Giane!





Fonte: Extra