Reynaldo Gianecchini faz autotransplante de medula óssea, diz boletim médico

Reynaldo, que tem câncer linfático, permanece internado para recuperação


Reynaldo Gianecchini faz autotransplante de medula óssea, diz boletim médico

Reynaldo Gianecchini, diagnosticado com câncer linfático, fez o autotransplante de células tronco retiradas da medula óssea nesta quinta, 12, no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, informam os médicos do ator.

O tratamento, que retira células sadias da medula do paciente e, após uma alta dose de quimioterapia, as reimplanta na própria pessoa, é muito eficaz no combate ao câncer.

Nas palavras técnicas do boletim médico, assinado pelos doutores Yana Novis e Vanderson Rocha, Giane "recebeu uma infusão de células tronco de sangue periférico, como parte do autotransplante de medula óssea, para tratamento de linfoma T Angioimunoblástico."

Ainda segundo a nota do hospital, o "procedimento transcorreu sem intercorrências e o paciente permanecerá internado para recuperação".

Segundo uma fonte médica, pacientes que se submem ao transplante autólogo de medula ossea tem que permanecer em isolamento por quinze dias. Nestes casos, o paciente fica com imunidade zero e precisa ser preservado até que sua medula" volte a funcionar", o que leva cerca de dez dias.

Longa espera até o autotransplante

Gianecchini, diagnosticado com um câncer linfático - um linfoma T Angioimunoblástico - em 2011, passou por uma série de exames e cuidados até estar apto a fazer o autotransplante de medula óssa.

Após colher células troncos e descobrir que elas estavam prontas para o autotransplante, o ator teve que frear o tratamento para se recuperar de uma infecção causada por um fungo transmitido por pombos.

Recuperar, se internou em 1º de janeiro e passou por uma bateria de exames, entre eles um PET Scan, uma espécie de tomografia que visava avaliar as condições dos órgãos e tecidos do ator.

Fonte: EGO